quarta-feira, 29 de julho de 2009

Apelo



Grito por seu nome no canto do quarto
A história se repete e para no mesmo capítulo
Lágrimas e Música se entrelaçam
E agonizam-me a alma que se despedaça aos poucos.

És o fim de tudo que sonhei
Ainda impressiona-me a traição do ilusionista
Aos poucos uma faca rasga-me a garganta
Manchas escarlates colorem o chão.

Algo detalhadamente calculado e repetido
Soa-me aos ouvidos como notas erradas
Tento correr a lugar nenhum
Fugir da própria sombra.

Teu rosto me causa cóleras
Dores doentias de um amor mal amado
Eu já suspeitava, os fantasmas me diziam
Preferi acreditar no Diabo.

Sarcástico o que o nobre destino me reservou
Tomei uma das minhas próprias poções
Sinto-me mal, mas já esperava por isso
O mal que tu causas em meu coração.


Nayara K.
(Lady Byron)

3 comentários:

Olavo disse...

Neste mês de agosto o blog esta em comemoração
E te convido a partipar durante todo o mês com a gente..
E para começar tem selo comemorativo lá no blog..
Abraço.

Daniel Braga disse...

Nossa... que legal. Adorei. Tão macabro... eu fiquei imaginando a cena na cabeça enquanto lia.

~Até a próxima. Final de semana tem post novo no meu blog.

*DB*

Ademerson Novais disse...

Alguem aqui desenrola um fio dolorido do corpo....mais é bom tira-lo agora por completo do que deixa-lo aperta seu corpo e sufoca-la....


Ademerson Novais de Andrade